Advertisement

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

20% das vítimas de tortura no Brasil são crianças


As crianças representam 20% das vítimas de tortura no Brasil entre 2005 e 2010. Os dados são da organização Conectas Direitos Humanos, divulgados nesta terça-feira (27). O estudo revela que as crianças sofreram, de maneira geral, as torturas no ambiente doméstico. Ao todo, 42% das 800 vítimas de 455 casos analisados no período foram homens e crianças, o que corresponde a dois terços do total. Entre os homens, metade deles não era considerado suspeita de crime. As demais vítimas eram adolescentes (13%), homens presos (9%), mulheres (8%) e mulheres presas (1%), de acordo com informações da Agência Brasil. Dos 455 casos levantados e colocados no documento denominado Julgando a Tortura, 24 torturados morreram. Destes, 14 eram suspeitos ou presos, nove eram crianças e uma mulher. Os dados também revelam o perfil dos agressores, sendo 61% deles agentes públicos – ou seja, policiais civis e militares, agentes penitenciários, carcereiros, monitores de unidades de internação para adolescentes infratores, entre outros. Agentes privados reúnem 37% das agressões e em 2% dos casos não há informação do perfil do agressor. Os agentes públicos contam com mais chance de absolvição com comparação aos privados. Em 19% dos registros, servidores do Estado condenados em primeira instância foram absolvidos na segunda. Entre agentes privados, o índice cai para 10%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário