terça-feira, 27 de janeiro de 2015

70 anos: vítimas do holocausto comemoram libertação


Trezentos sobreviventes do antigo campo de extermínio nazista de Auschwitz-Birkenau participam nesta terça-feira (27) das comemorações do 70º aniversário da libertação do campo de concentração, data que lembra o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto. A maioria dos sobreviventes de Auschwitz tem mais de 90 anos. Além dos sobreviventes, representantes de mais de 40 países confirmaram presença nas cerimônias. A lista de presença nas cerimônias, divulgada pelo Museu de Auschwitz-Birkenau, indicava 11 chefes de Estado europeus, entre eles, os da Alemanha, da França, Polônia, Áustria e Ucrânia. O evento conta também com os reis da Bélgica (Felipe e Matilde) e da Holanda (Guilherme Alexandre e Máxima). Os Estados Unidos estarão representados pelo secretário do Tesouro, Jack Lew, e o Vaticano, pelo cardeal polonês Stanis aw Dziwisz, que foi secretário pessoal do papa João Paulo II durante 39 anos. O campo Auschwitz-Birkenau foi construído pelas forças alemãs em 1940 para ser um lugar de encarceramento de cidadãos poloneses. A partir de 1942, o local transformou-se no complexo principal da política de extermínio do regime nazista durante a Segunda Guerra Mundial. Entre 1940 e 1945, mais de 1,1 milhão de pessoas morreram no local, a maioria judeus, mas também poloneses ciganos, prisioneiros de guerra soviéticos e prisioneiros de outras etnias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics