sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Ministro nega acusação de liberar emendas em troca de voto em Chinaglia

O ministro das Relações Institucionais, Pepe Vargas, reagiu na tarde desta quinta-feira (29) às declarações do candidato do PMDB à presidência da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (RJ), sobre a liberação de emendas aos deputados novatos. Em nota, o ministro disse considerar as acusações como "inoportunas" e parte da estratégia da campanha do peemedebista. Nesta manhã, Cunha disse que ouviu relatos de parlamentares de que o governo prometeu liberar as emendas em troca do voto ao petista Arlindo Chinaglia (SP). Vargas negou que o Planalto faça pressão sobre os novos deputados. "O governo não trabalha com ameaças, nem compra deputados. Com esse tipo de declaração, o deputado ofende o Congresso Nacional. Se ele supõe que um deputado decida sua intenção de voto desta forma, ele na prática esta rebaixando o Parlamento", disse em nota.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics