segunda-feira, 16 de março de 2015

MPF denuncia João Vaccari Neto e Renato Duque por corrupção e lavagem de dinheiro

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou 27 pessoas por corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Entre os envolvidos estão João Vaccari Neto, tesoureiro do PT, e Renato de Souza Duque, ex-diretor de serviço da Petrobras que foi preso nesta segunda-feira (16), dia em que foi deflagrada a 10ª fase da Operação Lava Jato. De acordo com o G1, a denúncia aponta que os dois participavam de reuniões para tratar de pagamentos de propina. Segundo o MPF, aconteceram 24 pagamentos ao longo de 18 meses, totalizando R$ 4,26 milhões. O valor foi pago na forma de doações oficiais ao PT, mas tinha origem como propina. Entre os denunciados também estão o doleiro Alberto Youssef, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o ex-gerente da Petrobras Pedro José Barusco Filho. Confira a lista com os 27 denunciados: Adir Assad, Agenor Franklin Magalhães Medeiros, Alberto Elísio Vilaça Gomes, Alberto Youssef, Ângelo Alves Mendes, Augusto Ribeiro de Mendonça Neto, Dario Teixeira Alves Júnior, Francisco Claudio Santos Perdigão, João Vaccari Neto, José Aldemário Pinheiro Filho, José Américo Diniz, José Humberto Cruvinel Resende, Julio Gerin de Almeida Camargo, Lucélio Roberto Von Lehsten Góes, Luiz Ricardo Sampaio de Almeida, Mario Frederico Mendonça Góes, Marcus Vinícius Holanda Teixeira, Mateus Coutinho de Sá Oliveira, Paulo Roberto Costa, Pedro José Barusco Filho, Renato de Souza Duque, Renato Vinícios de Siqueira, Rogério Cinha de Oliveira, Sérgio Cunha Mendes, Sonia Mariza Branco, Vicente Ribeiro de Carvalho, Waldomiro de Oliveira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics