quarta-feira, 1 de abril de 2015

Ceará ultrapassa mil homicídios em 2015; índice caiu 31,4% em março

O Ceará deve voltar a registrar uma redução no índice de homicídios bem superior à meta de 6% estabelecida pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Conforme balanço parcial, divulgado ontem, até o último dia 29 de março, os assassinatos caíram 31,4% no Estado, em relação ao mesmo período de 2014. No último mês, foram 297 as ocorrências. Em fevereiro, a queda foi de 13,5%. Somando-se aos meses de janeiro (433) e fevereiro (334), já houve 1.064 assassinatos no Estado em 2015.  
Caso a média de redução se mantenha, esta será a maior diminuição
desde a criação do programa Em Defesa da Vida, que instituiu metas para a queda da criminalidade no Estado. Os números foram repassados à imprensa após uma reunião entre o governador Camilo Santana (PT) e os comandantes das 18 Áreas Integradas de Segurança (AISs) nas quais o Ceará foi dividido.
Conforme O POVO publicou no último dia 5 de março, já havia a expectativa de que os índices de redução do mês passado fossem significativos, na medida em que, em 2014, o período foi considerado o mais violento do ano, com 469 homicídios.
“O programa tem apresentado resultados e isso nos estimula. Estimula o sistema de segurança a cumprir com essa missão de fazer com que a população se sinta mais segura. Claro que isso é apenas o número de um mês, mas é fruto de um trabalho permanente”, disse Camilo.

Fortaleza
Ainda segundo o governador, em Fortaleza, a expectativa é que a redução alcançada gire entre 37% e 40%. Na Região Metropolitana, a queda deve ser ainda maior, de 50%. Camilo também lamentou a morte do adolescente Diego Tertuliano Lima, 16, baleado no último domingo, 29 de março, durante tentativa de assalto em frente à própria residência, na Messejana. Ele reagiu à ação quando viu um suspeito abordando a mãe e levou dois tiros. 
“Fiquei muito triste quando abri o jornal hoje e vi um pai de família abraçado com o caixão do filho. Farei todo o possível para que as pessoas possam viver suas vidas com tranquilidade”, garantiu. 
Saiba mais
Após a reunião com os comandantes de AISs, Camilo também participou, pela primeira vez, de encontro de membros dos Conselhos Comunitários de Defesa Social (CCDSs), que também se reuniram ontem na SSPDS. 
Atualmente, cerca de 100 CCDDs estão ativos no Estado. Mensalmente, 11 reuniões são realizadas. Os grupos atuam na busca por soluções dos problemas de segurança nos bairros onde estão instalados. 
O governador anunciou ainda que o Governo está avançando na implementação de medidas como a instalação de bases fixas do Ciopaer no Interior; na renovação do Ronda; na interiorização do Raio; e na convocação de aprovados em concursos. 
1.064 homicídios foram registrados no Ceará, em 2015, até 29 de março
O POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics