quarta-feira, 29 de abril de 2015

Refinaria: Tasso cobra reação do Governo do Estado diante de proposta da Petrobras

O senador Tasso Jereissati(PSDB) reagiu diante da proposta compensatória da Petrobras ao Ceará, pela não implantação da Refinaria Premium II, e cobrou uma reação do Governo do Estado. Durante audiência na Comissão de Assuntos Econômicos, na manhã desta terça-feira, o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, anunciou que nos próximos cinco anos a Refinaria cearense está fora dos planos, e que como compensação à não implantação do empreendimento está sendo estudada a transferência da área de tancagem do Porto do Mucuripe para a região destinada à Refinaria, no Pecém. 
Ao questionar Bendine sobre o projeto, Tasso solicitou que ele “apresentasse a verdade sobre o assunto”, devido ao que chamou da  “maior farsa da história do Ceará” - que foi a promessa do ex-presidente Lula, presidente Dilma e do ex-presidente da Petrobras, Sérgio Gabriele. “Houve lançamento da pedra fundamental, e se fez o Governo do Estado gastar bilhões de reais ao redor de uma refinaria que estava pra ser iniciada obras durante oito anos. O povo do Ceará, inclusive, votou acreditando nessa promessa”. 
Em seguida, ao responder, o presidente da Petrobras assegurou que “ a curto prazo não há condição. Nos próximos cinco anos nós (Petrobras) não temos capacidade de voltar a fazer uma refinaria no Estado do Ceará”. Em seguida, afirmou que há estudo de transferência do parque de distribuição de combustível, hoje em funcionamento no Porto do Mucuripe, para a área da Refinaria, como forma de compensar o Estado pela não execução do projeto.
FARSA - Após a reunião, Tasso reforçou suas críticas à decisão. Para ele, o anúncio do presidente sobre a não execução do empreendimento,  “representa  um reconhecimento oficial, agora,  da Petrobras, de que tudo que foi feito nos últimos dez anos foi uma enorme farsa, que iludiu o povo cearense e, mais que iludiu, causou um  prejuízo  enorme ao estado do Ceará que focou neste projeto como grande  ideia de desenvolvimento.  O Lula como a Dilma estavam mentido de uma maneira muito clara, explicita e muito sem pudor ao povo cearense para ganhar os votos que tiveram” 
Sobre a possível compensação apresentada por Bendine, ele cobra uma reação do Governo do Estado: 
- Isso é cada vez mais uma enganação. Essa transferência tem que ser feita e, inclusive, já projetada, e isso não é compensação coisa nenhuma. É brincadeira, uma piada de mau gosto. O Governo do Ceará tá na hora de se impor e exigir seus direitos e reparações sobre o engano, a farsa que houve e que, infelizmente, envolveu todos os cearenses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics