Advertisement

terça-feira, 12 de maio de 2015

Ao lado da esposa, Sérgio Reis canta ‘Panela velha’ no plenário da Câmara

Com 55 anos de carreira artística, o deputado estreante Sérgio Reis (PRB-SP) cantou pela primeira vez no plenário da Câmara, nesta terça-feira (12), em sessão solene em homenagem ao Dia Mundial da Voz. Com chapéu de boiadeiro, entoou uma de suas músicas mais conhecidas, “Panela velha”, em parceria com sua esposa, a também cantora Ângela Márcia. A dupla foi acompanhada pelo violeiro Claudivan Santiago, assessor do deputado. Eles cantaram, ainda, “Tocando em frente”, de Almir Sater e Renato Teixeira.

Esta foi a primeira intervenção de Sérgio Reis no plenário. Presente a 34 dos 38 dias com sessões reservadas a votação, ele ainda não discursou. No último dia 6, o deputado apresentou seu primeiro projeto de lei (PL 1386/15), que obriga as empresas de transporte a manter funcionários treinados para auxiliar o idoso nos procedimentos de embarque e desembarque nos veículos do sistema de transporte coletivo.

Embora integre um partido da base aliada, o PRB, que ocupa o Ministério dos Esportes, Sérgio Reis é forte crítico da presidenta Dilma. Em entrevista ao Congresso em Foco, em fevereiro, o cantor defendeu o impeachment da presidenta. “Não podemos mais ficar assim. Tem de ter impeachment e dar satisfação sobre o que fizeram com o dinheiro. Este pessoal está quebrando o Brasil. Este povo não é dono do país. Este país é do povo que trabalha”, vociferou o deputado, do alto de seus quase dois metros de altura. Ele chegou à Câmara com 45.330 votos, puxado pelos mais de 1,3 milhão de votos obtidos por Celso Russomanno (PRB-SP), o mais votado da atual legislatura.

A sessão solene foi proposta pelos deputados Mara Gabrilli (PSDB-SP), Marcelo Aguiar (DEM-SP) e Eduardo Barbosa (PSDB-MG). Cantor gospel, Marcelo Aguiar também soltou a voz no plenário com música de seu repertório de inspiração evangélica. A sessão tem como objetivo alertar a população para a importância da voz e dos cuidados necessários para preservá-la.

Congresso em Foco

Nenhum comentário:

Postar um comentário