TV Centro Sul

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Crianças comem chocolates com veneno em escola pública de Fortaleza


Três crianças da quarta série do ensino fundamental foram envenenadas dentro da escola da rede pública Antônio Mendes, localizada no bairro Cristo Redentor, na tarde da última quarta-feira, 29, após comerem chocolates com substâncias tóxicas. Elas foram levadas para o Instituto Dr. José Frota (IJF), onde realizaram exames e tomaram medicação, e liberadas na noite do mesmo dia. 

De acordo com a mãe de uma das crianças, a cozinheira Luciana Sales do Carmo, a sua filha contou que ela e mais duas colegas compraram uma caixa com chocolates em uma mercearia, localizada do lado de fora da escola, e começaram a comer os bombons. 

Dentro da escola, as garotas deixaram a caixa com chocolates sobre uma mesa da sala de aula para ir ao banheiro. Quando retornaram para a classe, elas comeram novamente os bombons e, imediatamente, sentiram dores na barriga e na cabeça, segundo relatou uma das crianças à mãe.

Ao avisar a diretora da escola sobre o mal-estar, o trio foi levado ao hospital, onde passou por exames. "Estão suspeitando que um menino da classe dela colocou veneno de rato nos chocolates. Quando elas voltaram do banheiro, tinham um menino perto da mesa delas. Elas comeram o chocolate e começaram a passar mal", disse Luciana Sales.

Segundo a cozinheira, um saco com o veneno Ratol, usado contra ratos, foi encontrado no colégio.

IJF
O POVO Online entrou em contato com o IJF, que confirmou a entrada das três garotas com suspeita de envenenamento na unidade hospitalar. Segundo o Instituto, as crianças foram expostas a um produto tóxico, mas tiveram alta após exames.

Secretaria Municipal de Educação

Em nota enviada ao O POVO Online, a Secretaria Municipal de Educação (SME) comentou o caso. "A direção da escola Antônio Mendes trabalhou, juntamente com a Segurança Escolar, para dar todo o suporte e assistência aos alunos da escola desde o acontecimento no período da tarde da última quarta-feira, 29. A SME reforça ainda que, no mesmo dia os alunos receberam alta e já retornaram às suas atividades escolares", relatou a Secretaria.

O POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics