Advertisement

quarta-feira, 6 de maio de 2015

HGF ameaça interromper cirurgias eletivas

Hospital Geral de Fortaleza (HGF)enviou nesta quarta-feira (6) um ofício à Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) informando a decisão de suspender as cirurgias eletivas por tempo inderterminado, caso o hospital não fosse reabastecido com itens necessários para o funcionamento. 
O documento é assinado pelo diretor geral do HGF, Romero de Matos Esmeraldo, pelo diretor médico, Francisco Sérgio Rangel de Paula Pessoa, e pelo diretor técnico, Pedro Leão de Queiroz Neto. No ofício descreve-se o desabastecimento de insumos básicos no hospital, a superlotação das emergências geral, obstétrica e UTI neonatal, além de considerar o contigenciamento dos insumos disponíveis para assistência aos pacientes do local.
A assessoria de imprensa do Hospital Geral de Fortaleza colocou que o ofício em questão seria um documento interno do hospital, tendo sido mal interpretado e que as cirurgias eletivas continuarão normalmente nesta quinta-feira (7). Os procedimentos serão interrompidos, entretanto, caso a situação se mantenha da mesma maneira. 
Já a assessoria de Comunicação da Secretaria da Saúde informou que essa decisão não caberia ao hospital, sendo de responsabilidade da própria Sesa, que prontamente não autorizou a interrupção e estaria providenciando alguns dos insumos cujas ausências possam estar dificultando alguns procedimentos.

Diário  do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário