TV Centro Sul

sábado, 13 de junho de 2015

Croácia admite punição dura por causa de suástica pintada em gramado

O presidente executivo da Federação Croata de Futebol (HNS), Damir Vrbanovic, reconheceu neste sábado (13) que a seleção balcânica deve sofrer uma punição pesada por causa da suástica pintada no gramado na partida contra a Itália da última sexta-feira (12).    
"Seremos punidos severamente, não há duvidas. Foi uma operação calculada, agora o Estado deve nos ajudar porque nós levamos uma pancada dos hooligans, não apenas o futebol, mas todo o país", declarou o cartola.
Vrbanovic é braço direito do ex-jogador Davor Suker, atual mandatário da HNS e que mais cedo havia dito que seria "terrível" olhar na cara dos juízes da comissão disciplinar da Uefa. "Estou muito triste pelos jogadores e treinadores e extremamente decepcionado que o espetáculo não tenha terminado como deveria", ressaltou o ex-atacante.    
Por causa do episódio, a Croácia pode ter de realizar partidas com portões fechados ou até ser excluída de competições europeias. A suástica surgiu durante um jogo contra a Itália válido pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2016, duelo que terminou em 1 a 1.    
O símbolo estava bem na frente do banco de reservas da seleção balcânica e, segundo a federação local, foi feito com um verniz que aparece em um prazo de 24 a 48 horas, por isso não foi possível apagá-lo antes.    
Realizada em Split, a partida contra a Azzurra aconteceu com o estádio vazio devido a uma punição anterior por episódios de racismo da torcida croata. A imprensa do país especula que a suástica tenha sido obra de ultras do Hajduk Split, segundo maior time da Croácia, em protesto contra a HNS, a quem acusam de ser dominada pelo Dínamo de Zagreb, principal clube da nação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics