TV Centro Sul

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Eunício rejeita "privatizações" e "entrega" de bens públicos do Ceará


O senador Eunício Oliveira (PMDB) criticou nesta segunda-feira, 15, a concessão de equipamentos públicos para a iniciativa privada, prevista por Camilo Santana (PT). Ele contesta uso do termo“concessão”, afirmando que as medidas na verdade seriam “privatizações” e “entregas” de bens do Ceará. O senador participa agora do programa Debates do Povo, da rádio O POVO/CBN.

“Essa palavra concessão é uma invenção do PT. Na realidade, o que querem fazer é privatização. Agora, é preciso que a gente não fique fazendo agenda positiva com entrega de equipamentos que custaram vários e vários milhões de reais com o suor do povo cearense (...) a agenda do Ceará é outra, é pela Saúde, que não existe”, disse.

Conforme a coluna Fábio Campos do O POVO deste domingo, 14, antecipou, o governo do Ceará planeja hoje passar para a iniciativa privada a gestão de uma série de equipamentos públicos do Estado. Entre eles, aeroportos regionais, áreas do Porto do Pecém e outras ações, obras que custaram mais de R$ 4 bilhões aos cofres públicos.

“Não vejo quais foram as vantagens dessas privatizações (...) A Coelce, qual foi o benefício que essa Coelce privatizada trouxe para o cearense comum? Qual o benefício da privatização do Banco do Estado do Ceará (BEC) para o cidadão comum?”, questiona Eunício.

O governo, por outro lado, destaca que concessões preveem contrapartidas e podem ajudar a equilibrar as contas do Estado. Também só serão feitas concessões em casos que forem aprovados após estudos de viabilidade econômica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics