terça-feira, 16 de junho de 2015

Funcionário Público morador de Juazeiro do Norte se envolve com pornografia infantil

O combate à pornografia infantil é um dos principais desafios das autoridades contra esse crime asqueroso. Neste sentido, o Ministério Público Federal (MPF) apresentou denúncia à Justiça Federal contra um funcionário público morador de Juazeiro do Norte, cidade localizada a cerca de 490 quilômetros de Fortaleza, acusado de transmitir, armazenar e disponibilizar na internet fotografias de crianças em práticas sexuais explícitas ou em atos libidinosos. Caso condenado, A.G.P., de 40 anos, pode ter de pagar multa e ficar preso por até seis anos, se levarmos em conta somente a maior pena prevista para os crimes.
A.G.P. foi preso em flagrante pela Polícia Federal (PF) em cumprimento a mandados judiciais como parte das investigações sobre a transmissão e compartilhamento de dados com conteúdo pornográfico infantil por meio da rede P2P (peer-to-peer). Neste tipo de rede são utilizados softwares que permitem a troca direta de arquivos entre computadores, com maior velocidade e sem conexão com um servidor único, onde as informações seriam armazenadas, estando elas espalhadas por milhões de outros computadores.
O acusado fazia parte de um grupo de usuários, no Brasil, de uma das várias redes P2P monitoradas em caráter permanente pela PF e que compartilham arquivos com pornografia infantil. Material apreendido na residência de A.G.P. e submetido a perícia comprovou as práticas criminosas. Em depoimento à policial, ele, que tem formação em Computação, confessou que acessava sites de compartilhamento de pornografia infantil na Internet, mas negou ter repassado os arquivos por ele recebidos.

Crime
De acordo com números da Safernet, ONG que luta contra crimes virtuais, o crime na internet mais denunciado no Brasil em 2013 foi a pornografia infantil. Em 2013, 24 993 páginas foram denunciadas às autoridades por conter material envolvendo pornografia infantil. O número representa um aumento de 3,83% em comparação a 2012. A soma de todas as páginas denunciadas no Brasil em 2013 é de 54 221. O crime de publicação e divulgação de imagens e vídeos de pornografia infantil prevê pena que pode chegar a seis anos de reclusão e multa.

Fonte: O Estado CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics