TV Centro Sul

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Presidente da Odebrecht defende liberação de documentos sobre relações com governo Lula



O presidente do grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht, defendeu nesta segunda-feira (15) a liberação de documentos que mostram a relação entre a companhia e o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Não fizemos nada de ilegal ou imoral”, disse o executivo em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, sobre o caso dos financiamentos aprovados pelo BNDES à construtora. “Revelaram que o BNDES nos emprestou R$ 8 bilhões. É pouco, pois trouxemos R$ 20 bilhões para o Brasil”, disse Marcelo. O gestor informou que os empréstimos destinados a projetos em Angola tem uma conta-petróleo como garantia, o que segundo ele, a imprensa não divulga, e que em nenhum dos casos ocorreu default (inadimplência). “Sou favorável a isso [abertura de dados] e do debate, porque no final vai se comprovar que não tem nada de errado”, apontou ele, que também se disse “irritado” pelo fato de a empreiteira estar “na linha de fogo do embate político”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics