Advertisement

domingo, 12 de julho de 2015

'Não vou pagar pela merda dos outros', teria dito Dilma em reunião



A presidente Dilma Rousseff teria se exaltado durante uma reunião com auxiliares na biblioteca do Palácio da Alvorada. De acordo com a Folha de S. Paulo, a presidente estaria indignada com as suspeitas lançadas pelo empresário baiano Ricardo Pessoa sobre doações à sua campanha. "Não sou eu quem vai pagar por isso. Quem fez que pague. Não devo nada para esse cara, sei da minha campanha. Eu não vou pagar pela merda dos outros", teria bradado a presidente no dia 26 de junho. Pessoa doou R$ 7,5 milhões para a campanha de Dilma à reeleição e o acordo teria sido feito com o ministro de Comunicação Social, Edinho Silva. O dono da UTC também teria doado, em 2010, fundos ao ministro Aloizio Mercadante, chefe da Casa Civil, que concorreu ao governo de São Paulo. Durante a reunião com Mercadante, Edinho, o assessor especial Giles Azevedo e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, a presidente teria reclamado sobre a divulgação das revelações de Pessoa, dias antes de uma visita oficial aos Estados Unidos. "Você não poderia ter pedido ao Teori [Zavascki] para aguardar quatro ou cinco dias para homolofar a delação? Isso é uma agenda nacional, Cardozo, e você fodeu a minha viagem", acrescentou Dilma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário