sábado, 25 de julho de 2015

Prefeito de Canindé pagava R$ 13 mil e 700 de internet no seu computador pessoal

O prefeito em exercício de Canindé, Paulo Justa (PPL), assumiu o cargo na qualidade de vice e está impressionado com a roubalheira que ocorria na prefeitura, começando pelo gabinete do prefeito Celso Crisóstomo(PT).

Segundo relato de Paulo Justa ao Ministério Público, o superfaturamento era visível. Em apenas um mês, ele reduziu R$ 660 mil por ano o custo com transporte escolar, reduziu de R$ 15 para R$ 5 o custo da merenda escolar e está enviando projeto para a Câmara de Vereadores reduzindo em 20% a Taxa de Iluminação Pública.

O prefeito ainda está fazendo algo que não ocorria em Canindé havia muito tempo. Está chamando os fornecedores, renegociando valores e pagando as dívidas. O prefeito comunicou ao MP que o desvio de verba pode ultrapassar R$ 10 milhões.

 Blog do Roberto Moreira, Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics