TV Centro Sul

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Romário que acabar com a "carteirada" de autoridades



A famosa “carteirada”, usada por autoridades fora do serviço, que se aproveitam do cargo, emprego ou função pública para não pagar um ingresso ou ter tratamento diferenciado em eventos pagos, desobedecer o trânsito ou deixar de cumprir qualquer obrigação legal,  poderá ser considerada crime a ser punido com a suspensão dos salários por um período de 30 a 60 dias, e de três meses a um ano detenção, de acordo com a Agência Senado. Isso é o que prevê um projeto (PLS 066/2015) do senador Romário (PSB-RJ). O senador considera que a “carteirada” é uma afronta à igualdade entre os cidadãos, prevista no artigo quinto da Constituição. A proposta altera o código penal e a ideia, segundo Romário, é moralizar o serviço público. “As pessoas querem burlar a lei por terem pessoas próximas que são 'importantes'. Acho que depois da lei isso deverá deixar de acontecer. O objetivo é moralizar a sociedade".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics