TV Centro Sul

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Conheça os 24 delatores da Lava-Jato

Conheça a lista de delatores da maior operação de combate à corrupção da história recente do Brasil, a Operação Lava-Jato. Três acordos foram fechados com investigados cujos nomes ainda não são conhecidos. Paralelamente, o ex-diretor da Petrobras Renato Duque negocia uma colaboração premiada. O lobista Fernando Baiano também, segundo a revista Época.

Na delação, os investigados fecham um acordo com o Ministério Público para confessar crimes, entregar documentos e prestar informações em troca de uma redução de pena. A Lava-Jato investiga delitos cometidos por doleiros, políticos, empresários e funcionários públicos, inclusive envolvendo a Petrobras e a Eletrobras.

Veja a lista dos delatores que fecharam acordo:

1, 2, 3, 4 , 5 e 6. Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, e mais 5 familiares (Shanni Azevedo, Marici Azevedo, Ariana Azevedo, Humberto Mesquita e Amárcio Lewkowicz). Primeira delação importante do caso, que revelou os tentáculos políticos e empresariais do esquema de desvios de dinheiro da Petrobras. A legalidade do acordo foi confirmada no Supremo Tribunal Federal (STF).

7. Lucas Pacce Júnior. Primeiro delator. Prestou informações sobre bancos e a doleira Nelma Kodama

8. Alberto Youssef, doleiro. Complementou a delação de Paulo Roberto e revelou a participação de políticos. Acordo foi homologado no STF.

9. Júlio Camargo, diretor da Toyo Engeenering e operador de propinas.

10. Augusto Mendonça, presidente da Setal Engenharia. Revelou detalhes do cartel de empreiteiras para combinar licitações da Petrobras

11. Pedro Barusco, ex-gerente da Petrobras e ex-diretor da Sete Brasil. Revelou detalhes do esquema de desvio no mercado de navios do pré-sal.

12. Rafael Ângulo Lopez, auxiliar de Youssef que transportava dinheiro para o doleiro.

13. Shiko Nakandakari, operador que revelou pagamentos feitos pela Galvão Engenharia.

14. Eduardo Hermelino Leite, vice-presidente da Camargo Corrêa. Falou sobre Belo Monte.

15. Dalton Avancini, presidente da Camargo Corrêa. Deu informações sobre as obras de Belo Monte.

16. João Procópio, auxiliar de Youssef em seu escritório.

17. Milton Pascowith, lobista da Engevix e da ERG. Deu informações sobre a atuação das consultorias do ex-ministro José Dirceu

18. Mário Góes, lobista de estaleiros e da Andrade Gutierrez.

19. Hamylton Padilha, lobista do estaleiro Vantage. Deu informações sobre negócios do ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada.

20, 21 e 22. Ignorados. Acordos fechados pelo MPF sobre os quais ainda não se tem notícias sobre os participantes e as respectivas homologações judiciais.

23. Ricardo Ribeiro Pessoa, acionista e presidente da UTC Engenharia. Acusou a campanha da presidente Dilma Rousseff de receber dinheiro do esquema. Acordo homologado no STF.

24. Júlio Faerman, lobista da SBM Offshore. Prestou depoimentos no Ministério Público do Rio de Janeiro sobre repasses de propina da empresa para Pedro Barusco. Acordo homologado na 3ª Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro.

Fontes: Ministério Público Federal e levantamento do Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics