TV Centro Sul

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Agenor Neto convoca população para fazer manifestação diante do Palácio do Governo em prol da saúde

O deputado Agenor Neto (PMDB) criticou mais uma vez, em pronunciamento no primeiro expediente desta terça-feira (24/11), o sistema de saúde do Estado, destacando a manchete do jornal O Povo. De acordo com a matéria, a “crise na área da saúde está se agravando”. O parlamentar conclamou a população a fazer uma manifestação diante do Palácio do Governo, na próxima sexta-feira, às 15h, para modificar o atual quadro.

Conforme explicou Agenor, a matéria aponta que o diretor do Instituto Doutor José Frota, Osmar Aguiar, disse que, se houvesse uma rede estruturada no Estado, os pacientes não precisariam se deslocar até Fortaleza para atendimento. “Fui contra a construção do novo IJF. O que precisamos é estruturar o Interior, os municípios com menos de 50 mil habitantes. Hoje, 54,74% dos pacientes do hospital são vindos do Interior”, acrescentou.

O peemedebista lembrou que o secretário de Saúde anterior, Carlile Lavor, declarou que suspenderia o contrato com o instituto ISGH, responsável pelo serviços de saúde do Estado. “Isso significaria uma economia de R$ 150 milhões por ano. Porém, o secretário foi exonerado”, disse Agenor.

Segundo ele, não há “um único compromisso com o financiamento dos hospitais polos, com exceção da unidade de Sobral. Para o deputado, será construído um novo IJF em Fortaleza com o objetivo de apenas dar visibilidade e obter dividendos eleitorais. “A Secretaria de Saúde do Estado diz que repassa para 36 hospitais polos de todo o Ceará R$ 135 milhões. E somente para o hospital de Sobral são R$ 142 milhões. Acham justo? Há compromisso e seriedade na aplicação desses recursos? Claro que não”, respondeu. Agenor Neto salientou que os hospitais polos sofrem com falta de profissionais, e enquanto isso, o Governo do Estado manda diariamente um avião com os médicos para Sobral. “Será que o povo de lá paga mais imposto do que nós? Paga não”, disse. O parlamentar pediu o mesmo tratamento para os demais hospitais do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics