TV Centro Sul

sábado, 21 de novembro de 2015

Iguatu possui dois grupos políticos com dois pensamentos: poder e governo


É este o pensamento que muitos possuem e que repercute pelas ruas da cidade, o ano vem se aproximando e com ele as novas eleições. 2016 promete ser bem movimentado, mas na questão política a expectativa de um acirramento que cresce entre dois grupos.
De um lado, o grupo do deputado Agenor Neto que está a frente da cidade há quase 12 anos, neste período colocou Iguatu no mapa, uma cidade que estava fora de qualquer cenário de investimentos e sem expectativa de melhorias, foi tomada por um grupo político que colocou um projeto de governo em prática.
Neste período, a infraestrutura da cidade foi completamente modificada, a renda per capita do município cresceu a tal ponto que colocou a cidade entre as dez mais desenvolvidas no Ceará. Este mesmo grupo colocou o município como um dos mais desenvolvidos do Semiárido e por isto está no G20, grupo das 20 cidades mais desenvolvidas desta região.
O melhor, este mesmo grupo político recuperou algo que havia sido totalmente destruído, recuperou a auto estima da população, o orgulho de ser iguatuense é um fato.
O município recebeu investimentos do governo estadual e federal, através de projetos sempre apresentados pelo Agenor Neto e seu grupo.
Nos últimos anos, através de uma crise que abalou todas as cidades do Ceará, um exemplo claro disso foi a pequena cidade de Quixelô que teve locais públicos sem energia devido o corte determinado pela COELCE pela falta de pagamento.
Em Iguatu, a queda de repasse dos recursos federais é sentida na gestão do Aderilo Alcântara, que mesmo assim mantém o pagamento de funcionários públicos em dia e injetando no comércio os milhões necessários para manter a ciranda financeira na cidade e ainda com o pouco que possui, realiza ações importantes como a colocação de abastecimento de água em várias localidades e tudo isto com recurso próprio.
Pior que isto, mantém um Hospital Regional que atende a uma região, com recursos de cada cidadão iguatuense, já que o governo do Ceará afirma que não pode aumentar os investimentos para aquela unidade de saúde.
Aderilo Alcântara tem a dificuldade de manter uma gestão vitoriosa e continuar com o projeto de governo do seu grupo ao lado do deputado Agenor Neto, mesmo sendo vítima de um governo federal que acabou com a esperança de um país e de bons momentos para o Ceará e precisamente Iguatu.

Neste período, pelo outro lado, o grupo liderado pela deputada Mirian Sobreira teve o seu momento para desconstruir diante a população tudo o que foi feito nos últimos anos pelo grupo de Agenor Neto.
Uma avalanche de notícias negativas, terras invadidas por moradores sem casa, greve dos funcionários públicos, problemas com o lixão de Iguatu e ações do Aterro Sanitário, o tema da saúde através do Hospital Regional de Iguatu e finalmente a conquista da presidência da Câmara Municipal que foi tão festejada e com isto poderia determinar o início do fim de uma era política.
Mas isto não abalou a base de apoio de Agenor Neto e Aderilo Alcântara, e mesmo com esta enxurrada de notícias ruins, o grupo de situação, se manteve unido, conseguiu adesões e o que é mais interessante, se manteve em alta com a população.
Qual o motivo? Simples, a população de Iguatu tem um entendimento sobre a oposição neste município, que tem um projeto de “poder” e não de governo. O denuncionismo realizado com tanta frequência, mas sem uma apresentação de solução para os problemas da cidade, fizeram por desmerecer todas as ações que a oposição iguatuense realizou em 2015.
Chega a 2016 enfraquecida, desgastada e novamente desacreditada, o discurso é o mesmo de mudança, radicalização, mas sem efeitos, sem ações, sem fazer o que realmente o povo deseja, dar solução para seus problemas, demonstra apenas um pensamento de retirar um grupo do poder e esta busca é negativa para a imagem de alguém que deseja chegar ao cargo máximo do município.

Mas pelo outro lado o que é feito e apresentado constantemente por Agenor Neto, Aderilo Alcântara e seu grupo, que estão lutando por ações diante do governo do estado, federal ou através de parcerias com empresas. É a busca incansável por investimentos para as soluções de problemas em nossa cidade. Estes são os dois blocos que Iguatu possui, um grupo com projetos de poder e outro de governo.  Qual o grupo que você escolhe ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics