TV Centro Sul

sábado, 28 de novembro de 2015

PF não aceita explicações do filho de Lula

O relatório final da Polícia Federal no inquérito da Operação Zelotes que investigou os negócios de Luis Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, concluiu que ele se baseou em "meras reproduções de conteúdo disponível" na internet, para justificar o recebimento de R$ 2,5 milhões da firma do lobista Mauro Marcondes Machado. Em nota divulgada na quinta-feira, o advogado de Luis Cláudio da Silva, Cristiano Martins, reafirmou que a prestação de serviços foi comprovada. A defesa ainda não se manifestou sobre a afirmação da PF de que seu cliente utilizou material da internet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics