quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Prefeito de Barbalha paga mais de R$ 1,6 milhão a pizzaria

A Prefeitura de Barbalha pagou a uma pequena Pizzaria da cidade uma fatura milionária em lanches e cafés da manhã. Durante os seus, quase, sete anos de gestão o prefeito José Leite Gonçalves Cruz (PT), já gastou mais de R$ 1,6 milhão com a empresa Djalma Adonio de Almeida - ME.
Os valores foram levantados no Portal da Transparência do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e se referem até o mês de agosto de 2015. Segundo o levantamento, os valores não incluem refeições. A empresa denominada Central da Pizza funciona na Rua Neroly, Centro de Barbalha, e declarou no contrato social um capital de apenas R$ 25 mil. O valor seria insuficiente para contratar com o poder público no montante repassado.
Outro agravante é que a empresa não apresenta no seu contrato social a atividade de serviço de Buffet, que desempenha junto a Prefeitura. Segundo denúncia chegada ao Jornal do Cariri, a empresa pertencente a um amigo do prefeito e mantém contrato com a Prefeitura desde 2009, sem jamais ter perdido uma licitação.
Ainda, segundo informações do Portal da Transparência do TCM, somente em 2014 a Prefeitura pagou pouco mais de R$ 440 mil pelos lanches. O gasto chama atenção por ser 2014 um ano eleitoral. Em 2015 a administração Zé Leite já gastou pouco mais de R$ 285 mil.
Para falar sobre o assunto, procuramos o empresário Djalma Adonio que disse não ter vencido todas as licitações, mas não soube informar desde quando fornece à Prefeitura. O empresário destacou que sua empresa fornece a empresas como a Indústria Barbalhense de Cimento Portland (Ibacip), e que seu trabalho é sério.
O empresário negou ser amigo do prefeito Zé Leite e ressaltou que foi fornecedor do Governo do Estado na gestão do ex-governador Cid Gomes, através do Projeto São José. Ele chamou atenção para o fato de ter apoiado e investido no atual governador Camilo Santana e não ter qualquer contrato com o governo.
Os vereadores de oposição prometem formalizar a denúncia do contrato milionário de lanches ao MPCE. A ação deve questionar, além do valor, a capacidade legal para a empresa fornecer à Prefeitura. A reportagem do Jornal do Cariri procurou representantes da Prefeitura para falar sobre o assunto, mas não fomos atendidos.
Ceará News 7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics