TV Centro Sul

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Dilma e os Ferreira Gomes


O ex-governador e ex-ministro Ciro Gomes, já apontado pelo presidente de seu novo partido, o PDT, como pré-candidato à Presidência da República, em 2018, vai se cacifando, mais e mais, a cada dia, para a vaga, podendo contar, inclusive, com o apoio da presidenta Dilma. E não é para menos, afinal, ninguém mais que os irmãos Ferreira Gomes, a exceção do PCdoB, tem demonstrado tanta lealdade à presidenta, na defesa de seu mandato, nem mesmo a companheirada do PT.
Em recente entrevista coletiva, Dilma chegou a afirmar a jornalistas que aceitava de bom grado as críticas frequentes e contundentes de Ciro ao seu governo por um motivo inusitado: porque Ciro é especial. Ciro, ao mesmo tempo que tece críticas, convida Dilma, uma ex-brizolista, a participar da Convenção do PDT onde será ratificada a rejeição ao processo de impeachment e será prestada homenagem ao fundador da legenda, o ex-governador Leonel Brizola.
Nunca é demais lembrar que também ex-governador do Ceará, Cid Gomes, irmão do presidenciável, foi um dos que chegaram a sugerir que Dilma deveria deixar o PT, quiçá para retornar a sua antiga legenda ou mesmo para se manter equidistante da política partidária, como uma das maneiras de buscar a neutralização do processo de impeachment. O fato é que os Ferreira Gomes e Dilma parecem estar, a cada dia, mais próximos.

Juliana Brontee/O Estado CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics