terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Fortaleza é a cidade mais violenta do Brasil

Em 2015, Fortaleza e cidades da Região Metropolitana da Capital (RMF) foram as mais violentas do País e ficaram ainda na 12ª posição do mundo. Foi o que mostrou um levantamento do Conselho Cidadão para a Segurança Pública e a Justiça Criminal, uma ONG situada no México. A resultado é baseada na relação entre o número de homicídios/100 mil habitantes de cada município.
O ranking da organização mexicana não considera cidades localizadas em regiões em situação de guerra. A Capital junto com a RMF registraram 60,77 mortes/100 mil habitantes. O resultado foi obtido a partir da soma dos número de homicídios em Fortaleza no ano de 2015, 1.651, mais os da RMF, 771, em relação à quantidade total de habitantes da área: 3,9 milhões. O levantamento, contudo, só cita a cidade de Fortaleza.
Das 50 cidades listadas, 21 estão localizadas no Brasil, em que Fortaleza está no top da lista. A América latina detém 41 cidades na listagem.
Em levantamento feito em 2014, o Brasil era o país que concentrava um terço das 50 cidades mais violentas do mundo e Fortaleza estava na 7ª posição na lista das cidades mais violentas.
Maioria no Nordeste
Das 21 cidades brasileiras disponibilizadas no ranking, 12 estão no Nordeste. Junto à cidade de Fortaleza, Natal (RN) lidera a lista das cidades nordestinas que são consideradas com maiores taxas de homicídios do Brasil.
Após as duas, segue a ordem (cidades nordestinas): Salvador e Região Metropolitana (BA), João Pessoa (PB), Maceió (AL), São Luís (MA), Feira de Santana (BA), Teresina (PI), Vitória da Conquista (BA), Recife (PE), Aracaju (SE) e Campina Grande (PB).
1° lugar do mundo em homicídios
De acordo com o estudo, no ano passado, a primeira posição entre as cidades do mundo em homicídios, com 300 mil ou mais habitantes, corresponde à capital venezuelana, Caracas, com uma taxa de 119,87 homicídios dolosos por 100.000 habitantes.
Confira a listagem
1º lugar - Caracas (Venezuela)
Taxa por 100 mil habitantes: 119,87

2º lugar - San Pedro Sula (Honduras)
Taxa por 100 mil habitantes: 111,03

3º lugar -  San Salvador (El Salvador) 
Taxa por 100 mil habitantes: 108,54

4º lugar – Acapulco (México)
Taxa por 100 mil habitantes: 104,73

5º lugar – Maturín (Venezuela)
Taxa por 100 mil habitantes: 86,45

6º lugar – Distrito Central (Honduras) 
Taxa por 100 mil habitantes: 73,51

7 º lugar -  Valência (Venezuela)
Taxa por 100 mil habitantes: 72,31

8º lugar – Palmira (Colômbia)
Taxa por 100 mil habitantes: 70,88

9º lugar – Cidade do Cabo (África do Sul)
Taxa por 100 mil habitantes: 65,53

10º lugar – Cali (Colômbia)
Taxa por 100 mil habitantes: 64,27

11º lugar – Ciudad Guayana (Venezuela)  
Taxa por 100 mil habitantes: 62,33

12º lugar – Fortaleza (Brasil) 
Taxa por 100 mil habitantes: 60,77

13º lugar – Natal (Brasil) 
Taxa por 100 mil habitantes: 60,66

14º lugar – Salvador e Região Metropolitana (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 60,33

15º lugar – ST. Louis (EUA)  
Taxa por 100 mil habitantes: 59,23

16º lugar – João Pessoa - conurbação (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 58,40

17º lugar - Culiacan (México)  
Taxa por 100 mil habitantes: 56,09

18º lugar – Maceió (Brasil) 
Taxa por 100 mil habitantes: 55,63

19º lugar – Baltimore (EUA)
Taxa por 100 mil habitantes: 54,98

20º lugar – Barquisimeto (Venezuela)
Taxa por 100 mil habitantes: 54,96

21º lugar – São Luís (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 53,05

22º lugar – Cuiabá (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 48,52

23º lugar – Manaus (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 47,87

24º lugar – Cumana (Venezuela)
Taxa por 100 mil habitantes: 47,77

25º lugar – Guatemala (Guatemala)
Taxa por 100 mil habitantes: 47,17

26º lugar – Belém (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 45,83

27º lugar – Feira de Santana (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 45,50

28º lugar – Detroit (EUA)
Taxa por 100 mil habitantes: 43,89

29º lugar – Goiânia e Aparecida de Goiânia (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 43,38

30º lugar – Teresina (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 42,64

31º lugar – Vitória (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 41,99

32º lugar – Nova Orleans (EUA)
Taxa por 100 mil habitantes: 41,44

33º lugar – Kingston (Jamaica)
Taxa por 100 mil habitantes: 41,14

34º lugar – Grande Barcelona (venezuela)
Taxa por 100 mil habitantes: 40,08

35º lugar – Tijuana (México)
Taxa por 100 mil habitantes: 39,09

36º lugar – Vitória da Conquista (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 38,46

37º lugar – Recife (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 38,12

38º lugar – Aracaju (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 37,70

39º lugar – Campos dos Goytacazes (Brasil) 
Taxa por 100 mil habitantes: 36,16

40º lugar – Campina Grande (Brasil) 
Taxa por 100 mil habitantes: 36,04

41º lugar – Durban (África do Sul)
Taxa por 100 mil habitantes: 35,93

42º lugar – Nelson Mandela Bay (África do Sul)
Taxa por 100 mil habitantes: 35,85

43º lugar – Porto Alegre (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 34,73

44º lugar – Curitiba (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 34,71

45º lugar – Pereira (Colômbia)
Taxa por 100 mil habitantes: 32,58

46º lugar – Vitória (México)
Taxa por 100 mil habitantes: 30,50

47º lugar – Johannesburg (África do Sul)
Taxa por 100 mil habitantes: 30,31

48º lugar – Macapá (Brasil)
Taxa por 100 mil habitantes: 30,25

49º lugar – Maracaibo (Venezuela)
Taxa por 100 mil habitantes: 28,85

50º lugar – Obregon (México)
Taxa por 100 mil habitantes: 28,29

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics