quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

TRE-CE julga ação contra Cid e Camilo

Na próxima segunda-feira, 15, o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) deverá julgar ação do Ministério Público Eleitoral (MPE) que pode ameaçar o mandato do governador Camilo Santana (PT) e dar prejuízos políticos ao ex-governador Cid Gomes (PDT). O Ministério Público Eleitoral investiga supostas irregularidades em repasses financeiros de convênios, ocorridos em 2014, entre a Secretaria Estadual das Cidades e 29 municípios cearenses.
De acordo com o MPE na época da denúncia, cerca de R$ 7,4 milhões podem ter sido pagos às prefeituras do Interior após o dia 5 de julho, quando fica proibida pela lei eleitoral a transferência de dinheiro do Estado para esse fim. Diante da denúncia, o órgão pede que o governador e Cid Gomes fiquem inelegíveis por oito anos. O petista ainda perderia o posto de chefe do Executivo.
Para demonstrar que convênios foram firmados e recursos repassados aos municípios com objetivos eleitorais, o Ministério Público preparou um parecer de 80 páginas. 

O POVO tentou contato com a assessoria do ex-governador, mas as chamadas não foram atendidas. A Casa Civil afirmou que vai se manifestar só após notificação. A ação tem como alvos o ex-secretário das Cidades, Carlo Ferrentini, o à época candidato a governador Camilo Santana (PT) e sua vice Izolda Cela (Pros). O POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics