domingo, 20 de março de 2016

Aécio Neves diz que ‘o melhor caminho seria uma nova eleição’

Em entrevista à Revista Isto É, o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, admitiu que achava que “o melhor caminho” seria “uma nova eleição, para que assumisse um presidente legitimado pelo voto”.
Mas como essa hipótese depende de uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE),  que analisa ações do PSDB que podem levar à cassação da chapa eleita em 2014 formada por Dilma Rousseff e Michel Temer, e pode demorar, a oposição chegou ao consenso de que “o Brasil não aguentará esperar esperar tanto por essa saída”.
“Nesse momento, há um consenso de que a emergência é tão grande que qualquer cenário é menos danoso para o Brasil do que a presença de Dilma na Presidência”, ressalta Aécio à revista.
A expectativa tucana é de que o impeachment possa ser votado nos próximos 45 dias. Aécio antecipa: “Daremos a nossa contribuição à governabilidade no pós-Dilma. Daremos solução a questões estruturais”.
Na opinião do senador, “essa transição não terá compromisso com 2018, mas sim com uma agenda de salvação nacional”. Ele acrescenta: “O Brasil tem que resgatar a credibilidade nacional, fugirmos dessa anacrônica política ‘bolivarianista’ que atormentou durante todo esse período”.
Aécio garante ainda que o PSDB continua tendo um projeto do Brasil: “Nós apresentamos propostas para o País, discutimos com amplos setores da sociedade e ela está registrada no TSE. Queremos resgatar essa proposta. Não vamos abdicar desse projeto. Mas o Brasil não aguenta chegar até 2018 com esse escárnio todo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics