segunda-feira, 7 de março de 2016

Após ataques a delegacias, Camilo desafia crime organizado: 'não irá nos intimidar'

Ainda sem admitir publicamente a existência do crime organizado (Primeiro Comando da Capital - PCC - e Comando Vermelho - CV) no Ceará, o governador Camilo Santana (PT) declarou guerra às facções criminosas através da conta no Facebook neste sábado (5).
"Para cada ação criminosa, intensificaremos ainda mais as nossas ações de combate ao crime. As forças de segurança de nosso estado tem meu apoio irrestrito. O crime não irá nos intimidar".
Nos últimos dias, quatro ataques a delegacias de Fortaleza e sete ônibus incendiados forçaram um posicionamento do governador do Estado. Os ataques foram uma retaliação a transferência, de presídios locais para instituições federais, de membros das facções.
O governador chegou a sugerir a instalação de bloqueadores de sinal de telefonia móvel nos presídios, porém, por medo de retaliações, a medida existe apenas no papel. 
Confira a declaração do governador
"Sobre os ataques a ônibus e delegacias:
Todos esses casos estão sendo acompanhados e investigados de forma rigorosa. Sete pessoas já foram presas. Outras foram identificadas e também serão presas. Essa é uma clara reação ao intenso trabalho de combate ao crime que temos realizado no Ceará. 
Não iremos recuar um centímetro nesse combate. Muito pelo contrário, para cada ação criminosa, intensificaremos ainda mais as nossas ações de combate ao crime. As forças de segurança de nosso estado tem meu apoio irrestrito.
O crime não irá nos intimidar.
Disso podem ter absoluta certeza".
Ceará news 7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics