terça-feira, 15 de março de 2016

Renato Roseno se solidariza com trabalhadores da educação

O deputado Renato Roseno (Psol) se solidarizou, em pronunciamento no primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (15/03), com os trabalhadores da educação de todo o Brasil, pelos três dias de luta nacional -15, 16 e 17 de março - em defesa da categoria.
Conforme o parlamentar, dentre as pautas do manifesto dos educadores, em especial a dos professores cearenses, está o reajuste salarial; a meta do rendimento nacional dos professores; a portaria estadual 1169/2015, que extinguiu cargos dentro das escolas; portaria 299, que disciplina o afastamento para pós-graduação, além do vencimento do último concurso com mais de 300 aprovados que não foram convocados.
“Por que essas atividades foram paralisadas no Brasil inteiro? Porque não houve reposição inflacionária do ano passado e ainda fomos surpreendidos, aqui no Ceará, com uma portaria que resultou na extinção de três mil funções escolares", enfatizou Roseno.
Ainda segundo ele, para completar, embora tramite aqui na Casa o Plano Estadual de Educação que tem como uma de suas metas a determinação de que metade dos professores tenha pós-graduação, a portaria 299 desestimula o alcance desta meta, estabelecendo que apenas 2% dos mestres possam realizar a especialização, e determinando que o professor afastado, quando retornar, tem que permanecer o dobro do tempo de afastamento.
Renato Roseno afirmou que não defende essa política educacional e apoia os professores cearenses, que se encontram esta manhã em frente ao Palácio da Abolição solicitando uma audiência com o governador. Ele defendeu a valorização dos professores, começando pelos seus salários.
Em aparte, o deputado Roberto Mesquita (PSD) lembrou que nas manifestações do dia 13/03, um dos muitos recados que a população mandou foi a necessidade de mudanças e fortalecimento da educação.
LA/CG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics