segunda-feira, 21 de março de 2016

Sabino pede que AL crie Força-Tarefa para investigar assassinatos de militares

O deputado federal Cabo Sabino (PR-CE), como membro da Frente Parlamentar de Segurança Pública do Nordeste, encaminhou ao presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, deputado José Albuquerque, ofício, onde solicita uma Força-Tarefa para tratar, exclusivamente, na investigação, repressão, prevenção e combate aos crimes cometidos contra os profissionais de Segurança Pública desse Estado.
A iniciativa, segundo o parlamentar, tem como objetivo, garantir a proteção as vidas dos homens e mulheres que dedicam-se a proteger toda sociedade. “Em 2014, por exemplo, 494 policiais foram assassinados no Brasil. Nos primeiro meses deste ano, foram mortos 83, uma média de dois policiais por dia. Não podemos ficar calados e indiferentes quanto a essa realidade”, afirmou.
Valores

Tendo em vista o cenário, o parlamentar pondera que há uma inversão de valores. “Conclama-se o Estado a não fechar os olhos ante essa alarmante constatação e, na condição de representantes eleitos pelo povo, solicitamos a essa renomada Assembleia Legislativa, que repercuta essa situação em sessão plenária”, acrescenta Cabo Sabino no requerimento.

Crime Hediondo

O deputado lembra ainda no documento, que a presidente Dilma sancionou a Lei 13.142, de 06 julho de 2015, que torna crime hediondo os crimes cometidos contra os profissionais da Segurança Pública no exercício de sua função ou decorrente dela, assim como conta seu cônjuge, companheiro ou parente consanguíneo até terceiro grau.
“O momento requer forças conjuntas das Assembleias Legislativas, na busca de solicitações para conter a violência em todo o País”, pontuou.

Fonte: Política com K

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics