terça-feira, 5 de abril de 2016

Carlos Matos defende renúncia de Dilma para retomada de rumo do País

O deputado Carlos Matos (PSDB) defendeu, durante o primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (05/04), a renúncia da presidente Dilma Rousseff. "O País está diante de um impasse, porque o Governo perdeu a capacidade de governar e não se vislumbra um ponto de vista otimista para o futuro com as soluções apresentadas no momento”, assinalou.
Segundo o deputado, momentos de impasse exigem gestos de grandeza. “Apelo para que a presidente renuncie e sejam convocadas novas eleições, porque não merecemos ficar neste impasse e nesta luta fratricida pelo poder, que não leva a nada, e buscar um caminho inteligente para o futuro do Brasil”, salientou.
Carlos Matos comentou ainda o conteúdo do editorial do jornal Diário do Nordeste de hoje, que questiona os cortes para a área de educação, por conta do ajuste fiscal, promovidos pelo Governo Federal.
De acordo com a publicação, do novo conjunto de gastos eliminados em prol do ajuste fiscal, o Ministério da Educação (MEC) teve retirado, de seu orçamento para 2016, R$ 4,2 bilhões. “É um valor contundente, atestando que, ao contrário do que o Governo propagandeia, a educação não é uma prioridade para ele.”
Em aparte, o deputado João Jaime (DEM) destacou que “todos estão testemunhando a degradação da política brasileira”. “Se não tiver o impeachment, como vai ficar o Governo sem o apoio de sua base? E se tiver o impeachment, será que os movimentos sindicais não vão sair às ruas com armas para defender o PT?”, questionou João Jaime.
RG/AT  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics