Assassinatos de garotas de 10 a 19 anos crescem 412% em Fortaleza, aponta pesquisa

Assassinatos de garotas de 10 a 19 anos crescem 412% em Fortaleza, aponta pesquisa

- em Polícia
74

O número de adolescentes do sexo feminino vítimas de mortes violentas- homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte- cresceu 412,5%, em Fortaleza, nos sete primeiros meses deste ano, em comparação a igual período de 2017.

Foram 41 mortes no ano corrente, frente a apenas 8 assassinatos no ano passado, segundo levantamento do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência (CCPHA), divulgado nesta sexta-feira (16). O estudo considera como adolescente pessoas de 10 a 19 anos de idade.

No Ceará, o crescimento do dado também foi expressivo: 220,8%. De janeiro a julho deste ano, 77 meninas foram mortas no Estado; em igual período do ano passado, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) registrou 24 mortes. Em Caucaia, outro município estudado além da Capital, o aumento foi de 250%, saindo de 2 assassinatos em 2017 para 7 crimes em 2018.

Nos sete primeiros meses do ano atual, 514 jovens (de ambos os sexos) foram mortos no Ceará; e 189, em Fortaleza. Ou seja, 14,9% das vítimas de todo o Estado são meninas; e 21,6% das vítimas da Capital são do sexo feminino.

O Comitê aponta que as mulheres em geral- jovens ou adultas – vêm sendo mais mortas, no Estado: “O incremento dessa violência contra mulheres está alterando a curva das mortes violentas no Estado. Historicamente, o percentual de vítimas de homicídios do sexo feminino, em todos os estados do País, não ultrapassa os 10% do total dos mortos. No último Atlas da Violência, com os dados de 2017 sistematizados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Ceará é o terceiro estado em taxa de homicídios de mulheres (de todas as faixas etárias), que representam 7,6% do total de mortos no Estado”. Com informação do G1

Deixe um Comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja também

Bispo de Sobral é assaltado dentro de loja

Apesar do susto, religioso não foi ferido e