Projeto Memorial Ivens Dias Branco é apresentado em Cedro

Projeto Memorial Ivens Dias Branco é apresentado em Cedro

- em Centro Sul, Destaque
16

O objetivo da obra, a ser inaugurada em breve, é resgatar a história das famílias que habitaram a Região, democratizando o acesso às informações por meio de tecnologias, com o uso de aplicativos.

 

A solenidade de apresentação do Memorial, na sexta-feira (30/11), no auditório do Centro de Educação Profissional Ivens Dias Branco (Senac/Ce), contou com as presenças da Sra. Consuelo, viúva de Ivens Dias Branco e família; do vice-presidente de Investimentos e Controladoria e diretor de Relações com Investidores do Grupo M. Dias Branco, Geraldo Luciano; do prefeito Dr. Nilson Diniz, da primeira-dama Ana Clécia, do vice Joãozinho de Titico, entre outras autoridades.

 

Na abertura oficial, o prefeito de Cedro relembrou a vinda do empresário Ivens Dias Branco para inaugurar unidade do Senac em Cedro, em 2015, e que sua história ficará gravada nos corações da gente daqui. “Queremos deixar registrada, além da história do empresário, das famílias que habitaram a nossa região. Estas informações estão sendo compiladas por profissionais da tecnologia, que criarão um software com uma linha do tempo. Temos a certeza de sermos únicos no país com uma ideia destas”. Dr. Nilson agradeceu a família do empresário por vir conhecer de perto o Memorial instalado em Cedro, onde a história do grupo M. Dias Branco começou. “Fico feliz de ter juntado os parceiros para contar a história do nosso povo e poder fazer um projeto de alcance geral”, finalizou.

 

Demais autoridades presentes

O ex-deputado federal, ex-presidente do Tribunal de Contas da União (TCU) e atual presidente da Academia Cearense de Letras, Ubiratan Aguiar; o poeta Geraldo Amâncio, Bispo Diocesano de Iguatu, Dom Edson de Castro Homem; a Professora Márcia Negreiros, Diretora do Campus do IFCE de Aracati; o Padre Ademar Alves, vigário local; o vice-prefeito de Várzea Alegre, Fabrício Rolim; a secretária de Cultura Aparecida Evangelista; além de estudantes, outros ilustre da política local e representante da Fundação de Cultura e Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (FUNCEPE).

 

O representante do grupo M. Dias Branco contou da satisfação de participar da solenidade que marca a criação do memorial. “É muito mais que um simples museu, a obra irá resgatar toda a história do povo da região, de uma cidade. Um orgulho para todos receber, no centenário de Cedro, este memorial. O prefeito Dr. Nilson Diniz é exemplo de homem público, ele vai dar um presente a sua gente, coroando de êxito os 8 anos de gestão. Devemos reconhecer este mérito”.

 

Para o ex-ministro do TCU, imensa é a alegria de retornar ao município de Cedro para um momento histórico como este. “Hoje, graças ao convite que me foi formulado, eu posso realmente comemorar a homenagem ao conterrâneo Ivens Dias Branco com este Memorial magnífico”, ressaltou Ubiratan Aguiar.

 

Dona Consuelo e familiares conheceram o Museu Ferroviário, que abriga o acervo da Ferrovia de Cedro e guarda a história de Manoel Dias Branco, que habitou Cedro no passado.

 

O que é o projeto?

O sistema Ivens Dias Branco (SISDIBRA) é um programa a ser instalado no futuro Memorial. Para catalogar os dados do passado, por um banco de dados, com a disponibilização da genealogia de famílias, transcrições e um blog diário com informações atualizadas. As transcrições serão realizadas por um modo dinâmico de leitura e interpretação de documentos antigos. Na genealogia, o passado das famílias que habitaram o Centro-Sul do estado e o Vale do Salgado, entre os anos de 1680 e 2020.

 

O Memorial será entregue nas comemorações do centenário do município, em 2020. Os moradores poderão descobrir quem foram seus antepassados, saber tudo sobre batizados, matrimônios, óbitos, estatísticas e biografias, incluindo a de Ivens Dias Branco. O projeto está sob coordenação do professor do IFCE Campus Aracati e Coordenador do projeto, George Ney, além do historiador e genealogista, Joatan Viana.

 

A Prefeitura de Cedro conta com o apoio do Grupo M. Dias Branco; a execução dos trabalhos fica a cargo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (Campus Aracati e Cedro), Dioceses (Iguatu e Crato), Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas, Fundação de Cultura e Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (FUNCEPE), Instituto Cultural do Cariri (ICC), Instituto da Família Feitosa e Amigos (IFFA) e Casa da Cultura de Cedro.

Deixe um Comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja também

População celebra missa de 7º dia em homenagem aos 14 mortos

Entre as vítimas, seis eram reféns e cinco